Quinta, 26 de Maio de 2022 00:58
Saúde Saúde

Tratamentos fisioterapêuticos nas policlínicas e rede contratualizada auxiliam na qualidade de vida de pacientes em Fortaleza

No primeiro trimestre deste ano, 43.199 atendimentos fisioterápicos e de reabilitação foram realizados na Rede Municipal

12/05/2022 13h44
46
Por: Redação Fonte: Prefeitura de Fortaleza
As policlínicas concentram grande parte dos procedimentos fisioterapêuticos ofertados na Capital (Foto: Rodrigo Carvalho)
As policlínicas concentram grande parte dos procedimentos fisioterapêuticos ofertados na Capital (Foto: Rodrigo Carvalho)

Após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC), Reginilson Rodrigues ficou internado por um ano - o lado esquerdo do seu corpo ficou totalmente paralisado e as previsões dos médicos indicavam que ele teria muitas sequelas. Em tratamento com fisioterapeutas da Prefeitura de Fortaleza na Policlínica Dr. José Eloy da Costa Filho, o paciente, com muito bom humor e esperança, comemora seus progressos. “Eu não mexia os braços e as pernas e fui muito bem recebido aqui na Policlínica. Lá atrás, os médicos disseram que eu não ia andar, e até brincar de bola aqui eu já consegui. Fico feliz e nunca perdi a fé. Agradeço a Deus e a todos os profissionais. Nunca desisto e cada passo é uma vitória para mim”, celebra. 

Reginilson Rodrigues - paciente
"Agradeço a Deus e a todos os profissionais. Nunca desisto e cada passo é uma vitória para mim”, celebra Reginilson Rodrigues

Assim como aconteceu com Reginilson, 43.199 atendimentos fisioterápicos e de reabilitação foram realizados no primeiro trimestre deste ano na Rede Municipal da Saúde, composta por oito unidades entre próprias e contratualizadas que realizam estes serviços. Dentre as especialidades ofertadas pela Prefeitura estão: fisioterapia motora, neurológica, respiratória e vascular, além dos atendimentos voltados para a reabilitação neuropsicomotor.

As policlínicas concentram grande parte dos procedimentos fisioterapêuticos ofertados na Capital. Do total de atendimentos realizados em Fortaleza no primeiro trimestre do ano, as policlínicas somaram 12.976 atendimentos nas quatro unidades municipais: João Pompeu Lopes Randal (Jangurussu); Dr. Lusmar Veras Rodrigues (Jóquei Clube); Dr. Luiz Carlos Fontenele (Passaré) e Dr. José Eloy da Costa Filho (Bonsucesso).

Maria Auxiliadora Santiago- paciente
Maria Auxiliadora Santiago está em tratamento há dois meses

“A fisioterapia ajudou muito. Eu não conseguia me movimentar, doía muito e agora eu já faço certos tipos de movimentos e não dói. Até para trocar a roupa eu precisava de ajuda das minhas netas. Passou pela minha cabeça que eu não ia conseguir, mas graças a Deus e com a ajuda dos fisioterapeutas já consigo fazer todos os exercícios”, afirma Maria Auxiliadora Santiago, em tratamento há dois meses na Policlínica localizada no bairro Bonsucesso.

Fisioterapia preventiva

De acordo com a fisioterapeuta Talita Leitão, que atua na Policlínica Dr. Lusmar Veras Rodrigues, a fisioterapia também tem um papel relevante na prevenção de doenças e evolução de quadros clínicos.

“A fisioterapia tem papel tanto preventivo quanto curativo. Por muitas vezes, as pessoas procuram a fisioterapia quando estão com alguma sequela ou com algum comprometimento mais sério, mas, na verdade, ela também pode atuar na prevenção e na evolução de sequelas de acometimentos ou uma doença neurológica, por exemplo”, afirma a profissional.

Talita explica, ainda, que idosos podem aderir à fisioterapia para buscar uma melhor qualidade de vida a longo prazo, para que as atividades possam contribuir na prevenção de limitações precoces.

“Quanto a um paciente idoso que não tem restrições de movimento e mobilidade, o ideal é que faça fisioterapia de forma preventiva. Ao longo do tempo, este idoso terá mais limitações, então, quanto mais cedo ele fizer a fisioterapia, mesmo sem ter tantas restrições, de forma preventiva, é melhor, pois ele conseguirá ter uma melhor qualidade de vida e por mais tempo”, enfatiza.

Como ter acesso à fisioterapia em Fortaleza

Os pacientes que necessitam dos serviços de fisioterapia e reabilitação devem procurar os postos de saúde da Capital. Atualmente, o Município conta com 116 Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS).

Endereços dos postos

Após avaliação médica, o paciente será inserido no sistema para agendamento do procedimento.