Quinta, 26 de Maio de 2022 01:02
Geral Meio Ambiente

Fortaleza terá planos de manejo para todas as unidades de conservação e parques urbanos, anuncia prefeito José Sarto

Plano de manejo do Parque Natural da Sabiaguaba será atualizado

12/05/2022 10h09
41
Por: Redação Fonte: Prefeitura de Fortaleza
Serão contemplados 24 parques urbanos, com edital já em andamento, que fazem parte do Sistema Municipal de Meio Ambiente, incluindo o Parque Rachel de Queiroz (Foto: Rodrigo Carvalho)
Serão contemplados 24 parques urbanos, com edital já em andamento, que fazem parte do Sistema Municipal de Meio Ambiente, incluindo o Parque Rachel de Queiroz (Foto: Rodrigo Carvalho)

O Município de Fortaleza terá um salto na gestão de unidades de conservação e parques urbanos até o final de 2023, quando cada um deles ganhará um plano de manejo para nortear as políticas ambientais e garantir a conservação de territórios protegidos. A publicação dos editais para a contratação de consultoria especializada foi anunciada pelo prefeito José Sarto, nesta quarta-feira (11/05).

Serão contemplados 24 parques urbanos, com edital já em andamento, que fazem parte do Sistema Municipal de Meio Ambiente (Simma), incluindo o Parque Rachel de Queiroz e o Parque Rio Branco. Ao mesmo tempo, está sendo finalizada a preparação do edital para a elaboração de planos de manejo para cinco unidades de conservação e atualização do documento da Área de Proteção Ambiental e Parque Natural da Sabiaguaba, patrimônio fortalezense enquanto região fundamental ao meio ambiente da nossa cidade.

A iniciativa, de caráter inédito, faz parte de uma série de ações que a Prefeitura de Fortaleza vem desenvolvendo, por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), para proteção, preservação e ampliação dos espaços naturais.

“Essa é uma iniciativa inédita na nossa Cidade! Vai possibilitar a preservação dos nossos parques e áreas verdes, identificando as vocações e tipos de uso, assegurando também a proteção e ampliação deles”, destacou o prefeito José Sarto.

Para a titular da Seuma, Luciana Lobo, a criação dos planos de manejo garantirá maior proteção e equilíbrio na gestão das unidades de conservação e dos parques urbanos.

“É uma ação de caráter inédito que muda o patamar da nossa cidade em relação às políticas ambientais. Trata-se de um passo gigantesco em direção a uma nova realidade verde e sustentável para Fortaleza”, disse.

Planos de manejo

Os planos de manejo são documentos técnicos que norteiam a gestão ambiental para o melhor uso e aplicação de programas de preservação das áreas verdes da cidade. No caso dos parques urbanos, as diretrizes são voltadas ao uso público e à capacidade de suporte, para ordenar a utilização ambientalmente correta.

Quanto aos documentos para unidades de conservação, estão direcionados aos cuidados com territórios protegidos, propondo zoneamentos e a aplicação de programas ambientais adaptados à realidade de cada espaço. Com isso, são fortalecidas as políticas de preservação, respeitando o perfil e os recursos naturais das unidades.

Arborização

Na mesma linha de cuidar e ampliar os espaços verdes, a Prefeitura avança com o Plano de Arborização e já fez o plantio de mais de 30 mil árvores desde o início da gestão, entre ações da Seuma e da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor). Entre os projetos consolidados, o Árvore na Minha Calçada, que superou a marca dos 10 mil plantios em março deste ano, e o Uma Criança, Uma Árvore, em parceria da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), que distribui mudas às mães ainda na maternidade para ensinar ao filho, desde o nascimento, sobre a importância do meio ambiente.

Ainda dentro das ações de arborização, a Prefeitura concluiu o Super Plantio de Abril, com a plantação de 5 mil árvores ao longo do mês passado.